Home Noticias Caça ao serial killer no DF causa atrito entre governadores

Caça ao serial killer no DF causa atrito entre governadores

por Lud Hayashi

A força-tarefa policial que mobiliza mais de 300 agentes de segurança do Distrito Federal e de Goiás em busca por Lázaro Barbosa, acusado de matar quatro pessoas de uma mesma família em Ceilândia (DF), virou motivo de atrito entre governadores nesta quarta-feira (16).
Ibaneis Rocha (MDB), do Distrito Federal, afirmou que o fugitivo “vem fazendo a polícia do Distrito Federal e de Goiás quase como de bobas”. O governador goiano, Ronaldo Caiado (DEM), respondeu no Twitter: “Que Ibaneis não se atreva a desrespeitar novamente os policiais goianos, os melhores do país. Não admito. Se ele trata policiais do DF com grosseria, minha solidariedade a eles. Em Goiás a polícia é nosso orgulho.”

Ibaneis disse estar surpreso com a caçada ao homem acusado de matar quatro pessoas da mesma família em Ceilândia, perto de Brasília. Há oito dias, a polícia busca por Lázaro Barbosa, de 32 anos, conhecido como “Serial Killer do DF”. “É a primeira vez que vejo algo assim”, admitiu Ibaneis ao Estadão.
Mais cedo, em evento em Brasília, o governador afirmou que mais de 300 agentes de segurança, que incluem policiais de Goiás, estão empenhados em capturá-lo.
“Essa caçada nos impressiona muito. São quase 300 homens atrás desse marginal e não conseguiram ainda localizá-lo. Espero que isso aconteça o mais rápido possível, para que a gente possa tranquilizar as famílias e dar a punição devida a esse marginal que vem causando tanto mal e fazendo a polícia do Distrito Federal e do Goiás quase como de bobas”, acrescentou o governador.
Perseguição
Na terça, Lázaro fez uma pessoa de refém em Edilândia (GO) e trocou tiros com policiais. Ele tinha sido visto em propriedades rurais no Entorno do DF e Goiás. Além de Edilândia, ele passou por Cocalzinho de Goiás, a 115 km de Brasília. Lázaro é acusado de matar, a tiros e facadas, três pessoas na zona rural de Ceilândia no dia 9 de junho.

Artigos relacionados

Deixe um comentário