Home Noticias Cianortenses demonstram grande satisfação após um mês da inauguração do ParCão

Cianortenses demonstram grande satisfação após um mês da inauguração do ParCão

por Lud Hayashi

A administração pública de Cianorte comemora sucesso depois de um mês da inauguração da Praça que já está conhecida como ParCão, parque exclusivo para cachorro.

A praça conhecida até então como “Praça do Skate”, Praça Antônio Carlos Assunção, havia recebido algumas melhorias na gestão anterior e com a ideia inovadora desenvolvida pela Arquiteta Ângela Santana secretária de desenvolvimento urbano, que sempre defendeu a necessidade de um espaço próprio que atendesse esse público.

Ao todo são mais de 3.000 metros quadrados, além do espaço que já contava com uma quadra de vôlei de areia que foi preservada, e o restante da praça foi adequada para a diversão dos pets.

O parque tem sido ponto de encontro para os amigos caninos que podem correr, pular, desenvolver habilidades e gastar toda energia brincando com seus donos.

É certo que os pets não são ‘só’ animais de estimação, são parte fundamental da família e tratados com todo zelo, amor e cuidado. Os seus donos passam a maior parte do tempo longe e agora podem levar seus amados companheiros num local apropriado e estruturado exclusivamente para os ‘filhos’ de quatro patas.

“Foi um investimento acertado pela administração e com certeza uma opção de lazer para meus filhinhos, para eles é uma Disney canina e passamos momentos de descontração” relata a Cianortense Danny Falcão.

REGRAS DE CONVIVÊNCIA: Para que os frequentadores do ParCão tenham uma convivência harmoniosa, evitando problemas, foram estabelecidas algumas regras de convivência: mantenha o portão de entrada sempre fechado; é obrigatório o recolhimento das fezes do seu cão; todos os cães devem estar vacinados; cães antissociais deverão ser mantidos na guia; para cães de grande porte é obrigatória a utilização de focinheira; crianças no local devem estar acompanhadas por um adulto. É proibido a entrada de cadelas no cio e a permanência de animais desacompanhados.

Artigos relacionados

Deixe um comentário