Casa Noticias COVID-19 EM CIANORTE “Por hora, Cianorte tem o domínio da situação”, diz Bongiorno na Câmara de Vereadores

COVID-19 EM CIANORTE “Por hora, Cianorte tem o domínio da situação”, diz Bongiorno na Câmara de Vereadores

por Lud Hayashi

Além da aprovação de diversos requerimentos e indicações, a primeira sessão ordinária do segundo semestre da Câmara de Cianorte – realizada na manhã desta segunda-feira, 3 – recebeu o prefeito e atual secretário de Saúde, Claudemir Romero Bongiorno (Podemos), a fim de falar, na tribuna livre, sobre a situação do coronavírus na cidade. A solicitação foi do vereador João Alexandre Teixeira (Republicanos), através do requerimento 320/2020, aprovado por todos os vereadores.
Inicialmente, Bongiorno lembrou que Cianorte juntamente com Curitiba, em 12 de março, tiveram os primeiros seis casos estaduais e isso alertou e preocupou a cidade. “Como tivemos o caso dos moradores que viajaram para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, conseguimos nos preparar, comprar medicamentos e contratar equipe de atendimento, antes que muitas cidades e isso ajudou, apesar do número de casos, a segurar o número de óbitos na cidade”, explica.
“Por hora, Cianorte tem o domínio da situação, pois temos 14 leitos de UTIs geral. Ao todo, são seis nos hospitais (estaduais); seis na UPA (municipais) e duas particulares”, conta. De acordo com o prefeito, há 15 leitos de enfermaria na Santa Casa, 12 na UPA e 30 no ambulatório instalado no Centro de Eventos Carlos Yoshito Mori, com oxigenação tubular. “O vírus está disseminado na cidade, abrir o Yoshito Mori não foi gasto, foi investimento”, pontua o prefeito.
Polêmica do Decreto Estadual
Na ocasião, o prefeito de Cianorte também comentou sobre os motivos de não seguir o decreto estadual, que suspendeu atividades não essenciais em sete regiões, inclusive a regional de Cianorte, por 14 dias, no início de julho.
“Optamos, em equipe, não seguir o decreto estadual, pois já existia, na época, o decreto municipal, que estava em vigor e, dessa forma, prejudicaria o controle e o combate na cidade”, salienta.
Retorno das aulas presenciais
Segundo Bongiorno, não há previsão de retorno das escolas municipais. “Em 20 a 30 dias, vamos consultar e ouvir os pais, bem como discutir com os vereadores o melhor momento de voltar. Não teria coragem de ser um dos primeiros prefeitos a voltar, mas quando retornar, eu começaria com a educação infantil”, esclarece.
Hospital Municipal de Cianorte
Por fim, o prefeito comentou sobre o andamento da construção do hospital, que prevê a construção de 242 leitos. “Desde dezembro de 2019 e ainda não terminamos a licitação, infelizmente, devido a enxurrada de recursos das empresas que participam do certame. A obra precisa começar urgente, independentemente quem irá inaugurar, pois a cidade precisa ter um local de referência com UTI Neonatal”, finaliza.
Presenças
Além do prefeito, estiveram presentes o diretor institucional da Fundhospar, Gilmar Célioo diretor da Secretaria de Saúde, Divonsir Lima de Sena; da chefe da Divisão de Prevenção à Saúde, Heloisa Dantas; do chefe de Divisão Financeira de Saúde, Natan Mustasso Scotini; bem como de servidores da Secretaria de Saúde.

Artigos relacionados

Deixe um comentário