Home Celebridade Idoso cria bicicleta especial para passear com sua esposa com Alzheimer: ‘Tudo para vê-la feliz’

Idoso cria bicicleta especial para passear com sua esposa com Alzheimer: ‘Tudo para vê-la feliz’

por Lud Hayashi

Cada qual sabe amar a seu modo; o modo, pouco importa; o essencial é que se saiba amar“, disse certa vez o nosso grande escritor Machado de Assis (1839-1908).

O norte-americano Bill Forward costuma demonstrar todo o amor que sente pela esposa, Glad, com ações.
Há alguns anos, o casal que está junto há mais de meio século (desde a adolescência) recebeu uma notícia que mudaria a rotina deles para sempre: Glad foi diagnosticada com o mal de Alzheimer, e não demorou muito para seu estado mental começar a se deteriorar.
idoso cria bicicleta especial para passear com esposa alzheimer

 Bill não aceitou passivamente o prognóstico da esposa e decidiu facilitar seu acesso à algo que Glad sempre amou fazer: andar de bicicleta.

Desde cedo, eles descobriram o prazer de pedalar e passavam grande parte do tempo ao ar livre, fazendo trilhas e descobrindo lugares novos.
idoso cria bicicleta especial para passear com esposa alzheimer
Como as bicicletas sempre foram partes integrantes de suas vidas, Bill imaginou que esta seria uma memória vívida para a esposa, algo que a doença não conseguiria apagar com facilidade.
Ciente de que Glad não conseguiria pedalar sozinha por muito tempo, Bill desenvolveu uma bicicleta especial para andar com a amada, mantendo a rotina de sempre e garantindo qualidade de vida para ela.

A bike ganhou o apelido de “bicicleta-cadeira” ou “bicicleta de rodas”, em referência à fusão da bicicleta com a cadeira de rodas acoplada no veículo.
De acordo com Bill, ela foi desenvolvida com a ajuda de um amigo, Ken McKenzie. Juntos, eles chegaram a um design de cor azul bebê, modificada para ter uma roda na parte traseira e duas rodas na frente com uma cadeira, um cinto de segurança e apoios de perna equipados entre eles.

“Quando começamos a namorar, eu costumava andar de bicicleta de onde eu morava para onde ela morava; eram cerca de 5 quilômetros todos os sábados, porque esse era o único momento em que podíamos nos encontrar”, explicou Bill.

Apesar de todos os obstáculos provenientes do Alzheimer, Bill tudo que pode por sua esposa, “desde o momento em que ela acorda até o momento em que vai para a cama”, e ele vê isso como uma honra em poder retribuir todo o amor e carinho dado por Glad ao longo de décadas, desde o início do namoro.

“Não considero um fardo, considero um grande privilégio cuidar desta mulher que amei todos os dias de minha vida. Ela é minha princesa e eu não faria de outra maneira”, completou.

Artigos relacionados

Deixe um comentário