Home Noticias Inverno começa hoje com previsão de ondas de frio intenso pelo país

Inverno começa hoje com previsão de ondas de frio intenso pelo país

Expectativa é de frio entre o fim de julho e a primeira quinzena de agosto no Sul e no Sudeste. O Nordeste será afetado por chuvas

por Lud Hayashi

O inverno chegou nesta terça-feira (21), às 6h14, e segue oficialmente até o dia 22 de setembro, às 22h04. A estação pode ser mais fria que do que em anos anteriores por causa do fenômeno La Niña — causado pelo resfriamento das águas do oceano Pacífico —, que acentua eventos climáticos extremos em diversos países, de acordo com Fabiene Casamento, meteorologista da empresa Climatempo.

Em pleno outono, o Brasil teve registros de frio intenso, neve e ciclone em algumas cidades. As baixas temperaturas provocaram espanto em populações, fazendo-as questionar a possibilidade de um inverno ainda mais gelado. Segundo a especialista, esses fenônemos atípicos para a estação passada também tiveram influência do La Ninã.

Apesar das ondas que devem marcar a estação, Fabiene explica que este inverno deverá ser semelhante ao do ano passado. “Quando a temperatura chega a 13°C, a gente sente certo desconforto, então é normal que no inverno, com termômetros entre 10°C e 6°C, ou, em algumas regiões, até menos, as pessoas comentem e sintam esse frio intenso, que parece ser anormal para o brasileiro”, disse.

Massa de ar frio a cada 15 dias

A meteorologista Maria Clara Sassaki, também da Climatempo, explicou que uma massa de ar frio deve ocorrer a cada 15 dias. “É que atrás de uma frente fria sempre vem uma massa de ar polar. Frentes frias passam o ano todo, mas no inverno o Hemisfério Sul está mais distante do Sol. Então o frio fica ainda mais intenso”, afirma.

 

A meteorologista Dóris Palma, da FieldPRO, também prevê que a estação seja marcada por três a quatro ondas de frio intenso. Elas ocorrem primeiro na virada de junho para julho, abrangendo principalmente áreas do Sul do país. Depois, entre os dias 13 e 15 de julho, “uma nova onda de frio deve alcançar áreas das regiões Sul e Sudeste”, explica.

De acordo com Palma, em julho, o Sul do país deve sofrer com geadas: “Entre os dias 13 e 15 poderemos ter temperaturas próximas a 0°C em boa parte da região. Esse é o ingrediente principal para a ocorrência de geadas e afeta a agricultura de forma geral”. Nesse período, explica a meteorologista, existe até mesmo a possibilidade de nevar.

Artigos relacionados

Deixe um comentário