Home Noticias Programa beneficia mais de 1.260 famílias vulneráveis de Cianorte com alimentos

Programa beneficia mais de 1.260 famílias vulneráveis de Cianorte com alimentos

por Lud Hayashi

As famílias que mais precisam em Cianorte agora contam com um apoio para terem acesso regular e permanente a alimentos de qualidade. Começou nesta semana o Programa Compra Direta, que entrega itens vindos do campo para a mesa de mais de 1.260 beneficiários em situação de vulnerabilidade. Entre os alimentos estão frutas, legumes, sucos, panificados, ovos e temperos. A iniciativa do Governo do Estado é administrada na cidade pelo Escritório Regional do Estado de Agricultura e Abastecimento (SEAB) com o apoio da Prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social.
A abertura oficial do programa aconteceu na manhã da última quarta-feira (28) e contou com a presença de autoridades e de duas representantes das famílias atendidas: Teresa Cristina de Oliveira e Luciana Brito. “Ficamos muito felizes por poder contribuir para a alimentação de qualidade na casa dessas famílias que mais precisam. Parabéns à nossa equipe que não mediu esforços para conveniar a nossa cidade a essa iniciativa tão bacana do Governo do Estado”, comentou o prefeito Marco Franzato, acompanhado do vice, João Alexandre Teixeira.
Os itens alimentícios são adquiridos de quatro cooperativas conveniadas de Cianorte e da região, que compreendem 1.205 pequenos agricultores familiares. Cada um, no decorrer do programa, pode receber até R$20 mil. No total, são 74 itens cadastrados com preços tabelados, sendo que os orgânicos têm 30% do valor acrescido. “O Compra Direta beneficia tanto as famílias que recebem os produtos, quanto os agricultores, que têm destino certo para a venda de acordo com as suas lavouras”, comenta o chefe do SEAB, Franscisco Cascardo Neto que administra o Compra Direta no município com o apoio da técnica Anne Testa.
O programa terá a duração de dez meses e os produtos serão entregues esporadicamente às famílias nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) I e II e no Centro de Referência Especializado de Assistência Social. “Os beneficiários são cadastrados e atendidos nos serviços socioassistenciais. Então nós conhecemos a realidade em que vivem e o quanto esses produtos farão a diferença e contribuirão para garantir a segurança alimentar e nutricional”, salientou a secretária de Assistência Social, Aline Kist.
Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Cianorte

Artigos relacionados

Deixe um comentário