Home Noticias Relatórios atestam saldo positivo nas contas públicas municipais

Relatórios atestam saldo positivo nas contas públicas municipais

por Lud Hayashi

Demonstrativos de Gestão Fiscal referentes ao primeiro quadrimestre de 2018 foram apresentados nessa quarta-feira (30), durante audiência pública

Em Cianorte, para demonstrar os gastos e as arrecadações do poder público municipal, bem como avaliar o cumprimento das metas fiscais do 1º quadrimestre de 2018, conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar n° 101/2000), a Prefeitura, a Câmara de Vereadores e a Caixa de Aposentadorias e Pensões dos Servidores Públicos Municipais (Capseci) apresentaram, na manhã dessa quarta-feira (30), na sede do Poder Legislativo, seus respectivos Relatórios de Gestão Fiscal. A audiência pública contou com a presença de vereadores, secretários, servidores municipais e membros da sociedade civil e garantiu a transparência das contas públicas.
Confira:
PREFEITURA
O estado financeiro do Executivo foi apresentado pelo chefe da Divisão de Contabilidade, Antonio Hermenegildo Gumieiro, que demonstrou a evolução da receita e da despesa; a avaliação parcial das metas fiscais; os gastos com pessoal; a dívida consolidada e mobiliária; as operações de crédito; a concessão de garantias de valores; e os investimentos em educação, saúde e assistência social, bem como seus limites estabelecidos por lei. De acordo com o relatório, considerando todas as receitas e as despesas liquidadas, existe um saldo de R$ 31.611.131,00, que mantém o município com superávit financeiro.
Os dados referentes à saúde apontaram que o setor continua recebendo investimentos acima do indicado pela legislação. Mais de R$ 20,4 milhões foram atribuídos à área, sendo que, aproximadamente, R$ 14,8 milhões foram recursos próprios do município. Considerando os impostos e as transferências constitucionais, foram aplicado no setor, nos quatro primeiros meses, o equivalente a 22,2% da receita, sendo que a exigência é a aplicação de 15%.
Com relação à educação, a legislação prevê o investimento de, no mínimo, 25% das receitas arrecadadas durante o ano. No primeiro quadrimestre de 2018 foram aplicados cerca de R$ 22,5 milhões, sendo que R$ 17,8 milhões foram considerados para apuração do índice. Desse total, R$ 8,6 milhões partiram de recursos municipais. O montante corresponde a 20,98% da arrecadação do município no período. “A tendência é que no decorrer do exercício haja a diminuição da arrecadação e o aumento da despesa, consequentemente elevando o índice que, como nos anos anteriores, sempre ultrapassa o valor mínimo determinado por lei,”, explica o chefe da Divisão de Contabilidade.
“A avaliação das metas fiscais demonstra que a administração municipal está trabalhando para melhorar Cianorte dentro das suas possibilidades, ou seja, apesar da crise financeira nacional, a cidade avança sem endividamentos. E, neste sentido, é importante destacar que, mesmo com superávit, temos que ter cautela em nossos investimentos, lembrando que a despesa liquidada é diferente da empenhada, para fecharmos o ano de acordo com as arrecadações previstas”, assegura o prefeito Bongiorno.
CAPSECI
As previsões de arrecadação da Capseci (Caixa de Aposentadorias e Pensões dos Servidores de Cianorte) também têm se concretizado. A autarquia teve uma receita de pouco mais de R$ 10,7 milhões e uma despesa de R$ 6,4 milhões no primeiro quadrimestre. O saldo, portanto, é de aproximadamente R$ 4,3 milhões.
CÂMARA MUNICIPAL
Do total da Receita Corrente Líquida do município até agora, que foi de perto de R$ 90 milhões, a Câmara que poderia gastar até R$ 4.316.300,00, como aprovado para o orçamento anual, e utilizou R$ 1.111.495,23,00, gerando um saldo de R$ 3.202.804,77.

Artigos relacionados

Deixe um comentário