Casa Noticias Metade das dívidas entre as jovens está no cartão de crédito, aponta pesquisa

Metade das dívidas entre as jovens está no cartão de crédito, aponta pesquisa

por Lud Hayashi

O maior “vilão” das dívidas de mulheres entre 18 e 24 anos é o cartão de crédito, segundo pesquisa da QuiteJá, plataforma de negociação de dívidas. Quase metade (49,06%) das jovens dessa faixa etária disse que suas dívidas são decorrentes do uso do cartãozinho de plástico, 24,53% afirmam que as dívidas surgiram com os impactos da pandemia de covid-19, 12,26% apontaram os juros de empréstimo como a causa e 7,55% disseram que as dívidas são correntes da diminuição da renda.

O tamanho da dívida costuma acompanhar o aumento da idade e da renda das mulheres. De acordo com o estudo, 32% das mulheres entre 18 a 24 anos possuem dívidas que podem chegar até R$ 1 mil. Para mulheres com idade entre 25 a 34 anos, 16,91% afirmam que as dívidas podem chegar até R$ 3 mil.

Entre as mulheres com idades entre 45 a 54 anos, 36,63% dizem ter dívidas de até R$ R$ 5 mil e, desse total, apenas 30,77% afirmam que conseguiriam pagar todas as dívidas, já que possuem renda mensal dos mesmos R$ 5 mil.

Em uma sinalização da sobrecarga das tarefas em casa, mais da metade das mulheres pesquisadas (58,6%) disse que são as responsáveis pelo planejamento familiar e apenas 21,8% informaram que essa atribuição é dividida com algum outro membro da família. A maior parte das mulheres responsáveis pelo planejamento familiar (79,69%) tem mais de 60 anos.

Apenas 4 em cada 10 das mulheres pesquisadas (37,61%) costumam fazer seu planejamento financeiro mensalmente, mas essa taxa sobe para 48,05% quando se trata de mulheres entre 54 e 60 anos.

Embora busquem algum tipo de organização, 77,8% das entrevistadas nunca usaram qualquer aplicativo para organizar as finanças. Metade das entrevistadas (49,9%) afirma que sua principal preocupação em relação às finanças é em relação a aposentadoria, mas 81,4% sequer possuem reserva de emergência para suprir as necessidades financeiros diante de imprevistos.

O levantamento da QuiteJá foi realizado entre os dias 14 e 19 de janeiro, com cerca de 1.500 usuárias da plataforma, com idades entre 18 e 60 anos de todos os estados brasileiros.

Artigos relacionados

Deixe um comentário